Que fome!

Está para nascer um povo tão esfomeado quanto os “crentes”. É sério! Qualquer lógica de cálculo de comida falha quando o evento é organizado dentro da igreja. Dois quilos de coxinha viram dez, três garrafas de refrigerantes viram alguns engradados. E por aí vai…

Diante disso, eu fico imaginando o tamanho do problema que Jesus teve quando uma multidão de 5 mil homens, fora mulheres e crianças, começou a se agitar esperando um  coffee break no meio do nada. Essa história está registrada em Marcos 6.

Tudo começa com Jesus levando seus discípulos para uma região isolada, onde pudessem botar os pés para o alto e descansar um pouco. No entanto, uma grande multidão descobre o plano de Jesus e decide lhe fazer uma pequena surpresa.

 

Quando Jesus saiu do barco e viu uma grande multidão, teve compaixão deles, porque eram como ovelhas sem pastor. Então começou a ensinar-lhes muitas coisas.” (v.34).

 

As horas foram passando e o povo, como bons cristãos, ficando com fome. “Cadê o garçom?”, gritava um senhor notavelmente barrigudo no canto esquerdo. “Ah, acho que vou desmaiar de fome!”, anunciava outra senhora em tom teatral do outro lado. Com certeza Jesus estava em uma bela enrascada.

 

Então Jesus ordenou que fizessem todo o povo assentar-se em grupos na grama verde. Assim, eles se assentaram em grupos de cem e de cinquenta.Tomando os cinco pães e os dois peixes e, olhando para o céu, deu graças e partiu os pães. Em seguida, entregou-os aos seus discípulos para que os servissem ao povo. E também dividiu os dois peixes entre todos eles. Todos comeram e ficaram satisfeitos, e os discípulos recolheram doze cestos cheios de pedaços de pão e de peixe.” (vv. 39-43).

 

Quero concentrar em duas frases que acrescentam uma nova dimensão a esta história maravilhosa. São elas: “porque eram como ovelhas sem pastor” e “fizessem todo o povo assentar-se em grupos na grama verde”. À primeira vista elas parecem completamente desconectadas. Mas olhe com cuidado e verá uma mensagem escondida  nelas. Veja como começa o Salmo 23:

 

“O Senhor é o meu pastor; de nada terei falta.

Em verdes pastagens me faz repousar

e me conduz a águas tranquilas;” (Salmos 23:1-2)

 

Percebe agora a relação entre essas duas frases? Quando o povo estava carente de um pastor, Jesus se apresentou como o “bom pastor” (João 10:11) e os colocou sentados na grama verde. A história da multiplicação dos cinco pães e dois peixes é muito mais que um milagre. É um anúncio de que Jesus é o cumprimento do Salmo 23!

Muitas vezes nos limitamos a achar que este Salmo é apenas um poema. Nos admiramos com a sua beleza, mas duvidamos que ele seja real na nossa vida. Gostamos de recitá-lo em voz alta na igreja, mas duvidamos do seu efeito no meio da crise. Pois bem, deixe-me te dizer hoje que esse Salmo já foi cumprido. Deus fez questão de conduzir milhares e milhares de pessoas a um lugar isolado para nos mostrar que o Salmo 23 É PARA VALER!

Seja na situação que for… Seja na crise ou na prosperidade, na falta ou na escassez, no pouco ou no muito, o Senhor é o seu pastor e nada te faltará. Ele já fez isso uma vez e é capaz de repetir tantas vezes mais quantas forem necessárias por você. Não será nem a primeira e nem a última vez. Apenas assuma uma posição de descanso na grama verde e confie que Ele há de prover tudo o que você precisa.

Um pensamento sobre “Que fome!

  1. Gostei da sua criatividade com os diálogos, bem dinâmico, Deus te abençoe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: